sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

ESPÍRITOS DA UMBANDA - POMBA-GIRA

Ante o sucesso da série de estudos "Orixás da Umbanda", surgiu a necessidade de prosseguir os estudos sobre nossa sagrada religião. Uma vez que os Orixás já foram comentados, é chegado o momento de falar dos espíritos, das entidades que atuam na Umbanda, que comandam nossos trabalhos e que nos trazem mensagens do plano espiritual. Buscar-se-á abordar todas as questões inerentes ao tema, deixando claro, logicamente, que o leitor possui toda a liberdade de questionar e de mandar suas dúvidas.

Que Oxalá nos ilumine! Um bom estudo a todos!

ESPÍRITOS DA UMBANDA - POMBA-GIRA




Chegando ao fim da nossa pequena série de estudos sobre os "Espíritos da Umbanda", vamos examinar nesse capítulo a última Linha de trabalho da nossa amada Religião: As "Pomba-Giras". 

O presente estudo procurará abordar a origem da nomenclatura, forma de trabalho, manifestação, falanges, pontos cantados, oferendas, bem como procurará desmistificar o errôneo conceito que, infelizmente, muitas casas de Umbanda e pais/mãe de santo descomprometidos com a evolução, passam à seus filhos de fé e sociedade em geral.

Não nos furtaremos de deixar nossa opinião e visão acerca de alguns assuntos polêmicos e controvertidos que envolvem a Linha, deixando claro que se trata uma visão da Raiz de Umbanda de nossa casa, a qual deve (ou deveria) ser seguida por todos aqueles que realizaram na casa sua preparação.

Pois bem, de início se faz necessário buscar a origem da expressão "Pomba-Gira", uma vez que essa pergunta sempre foi realizada pelos iniciantes na religião e frequentemente são feitas aos adeptos da Umbanda pelos leigos. Por que "Pomba Gira? O que significa esse nome enigmático?

Para responder o questionamento acima, tem-se impossível entender a origem da expressão sem ter que regressar na história e adentrar nas culturas africanas que chegaram ao Brasil no período da escravidão.
 
As Expressões "Pomba-Gira", 'Pombagira", "Pombogira", "Bombogira" são corruptelas (significado: Deformação de uma palavra, nome ou ideia - Fonte http://www.dicionarioinformal.com.br/corruptela/) da expressão Bantu "Npambu Njila".

Npambu Nijila ou Pambu Njila é a divindade Bantu, cultuada no Candomblé da Nação Angola como o "Senhor dos Caminhos, das Encruzilhadas, da Comunicação entre os homens e os Nkises" (divindades). Nota-se que essa divindade Bantu possui as mesmas características da divindade Yorubá de nome Exú (para saber mais sobre Exu clique em http://filhosdavovorita.blogspot.com.br/2013/04/espiritos-da-umbanda-exu.html).

A Expressão Npambu ou Mpambu no dialeto kikongo significa "Encruzilhadas". Já a expressão Njila significa "Caminhos". Desse modo, tem-se que o significado da expressão "Pambu Njila" é "Aquele que conhece o caminho". Destaca-se que tal divindade é tida na cultura Bantu como masculino assim como Exu para os Yorubás.

Um termo também utilizado em alguns terreiros para se referir às Pomba-Giras é "Lebara". É possível identificar tal expressão em alguns pontos cantados como por exemplo "....ela é odara, quem tem fé nessa Lebara é só pedir que ela dá!"

A expressão "Lebara" também é corruptela do nome de uma divindade africana Elegbara, pela qual também é conhecido Exu. Ainda, a origem da expressão pode ter ligação com a divindade Vodun Legba, que possui as mesmas atribuições que Exu para os Yorubás.

Assim, utilizando os conceitos e definições acima citadas, pode-se dizer que a expressão "Pomba-Gira" signifique "Senhor(a) dos Caminhos, das Encruzilhadas".

No Brasil, em específico na Umbanda, o termo "Pomba-Gira" passou a ser utilizado para designar a entidade feminina que possui equivalência com o trabalho de Exu. Por essa razão, é comum ouvir a expressão "Exu-Mulher". E é exatamente isso que é a Pomba-Gira, uma entidade que possui os mesmos poderes e atributos de Exu, trabalhando na chamada Linha de Esquerda ou Quimbanda, dentro da Umbanda.


Todavia, essa equivalência não significa que as Pomba-Giras sejam as "mulheres de Exu" como infelizmente se vê por aí. Já se chegou ao absurdo, certa vez, em um determinado "terreiro" em que a "mãe de santo" promoveu uma festa para realizar o casamento entre um "Exu' e uma "Pomba-Gira"! Apenas a título de curiosidade, o casamento foi celebrado por Ogum....... Obviamente que tal fato é meramente obra da mentalidade doentia e perturbada da suposta "mãe de santo". Trata-se de pura ignorância e desrespeito com tais entidades.

Assim como os Exús, as "Pomba-Giras" são as Guardiãs da Casa, responsáveis pela segurança, pelo desmanche de demandas e de trabalhos negativos. Juntamente com Exu, elas abrem e guardam os caminhos dos filhos de fé. Essas entidades possuem uma maior atuação na questão amorosa, sempre auxiliando casais na busca de um entendimento no relacionamento, desmanchando toda e qualquer feitiçaria realizada com o condão de plantar discórdia e desunião nos relacionamentos, bem como aliviar e fortalecer o coração daqueles que sofrem alguma decepção amorosa.


Em razão da ignorância, muitas pessoas identificam as "Pomba-Giras" como sendo "prostitutas", mulheres de cabarés, etc. Trata-se de uma comparação equivocada. De fato, até podem existir pomba-giras que quando encarnadas, possuíram tal profissão, contudo, essa linha é dominada por mulheres que tiveram uma vida sofrida, que foram guerreiras, batalhadoras, mulheres independentes que lutavam pelo fim da opressão masculina em face do sexo feminino.

Outro ponto que merece esclarecimento é a equivocada ideia de que a Pomba-Gira leva o homem ao homossexualismo. Trata-se de verdadeiro absurdo. Assim como as demais entidades atuantes na Umbanda, podem elas se manifestarem tanto em mulheres como em homens. Contudo, a manifestação neste gênero em hipótese alguma fará com que o médium tenha interferência na opção sexual.

Nossa Tenda não possui nenhum tipo de discriminação ou preconceito em relação ao homossexualismo, visto que se trata de um direito de cada pessoa em optar livremente pela sua orientação sexual.


Todavia, essa errônea ideia de que as Pomba-Giras levam o homem ao homossexualismo é utilizada por pessoas que, com medo de assumir sua opção sexual, culpam terceiros, no caso tais entidades, por suas escolhas.

Também existem aqueles que, com tendências ao homossexualismo ou por serem homossexuais, utilizam-se da oportunidade de trabalhar com tais entidades para "se liberar" e se "transvestir" de mulher, usar fartos vestidos, perucas, maquiagem, saltos, jóias,etc. Como dito alhures, com todo respeito aos homossexuais, mas é absurda a ideia de que um espírito feminino precise que seu médium se fantasie de mulher para que ela possa trabalhar. É uma ideia completamente deturpada!

Ora, se os demais espíritos, como pretas velhas, caboclas, etc, trabalham normalmente com o médium homem, sem a necessidade de se fantasiar de mulher, porque as Pomba-Giras precisam? Muitos vão dizer que é para agradar! Mas para agradar essa entidade que também possui evolução, podem ser feitas muitas outras coisas, como por exemplos oferendas, e não coisas que exponham a imagem do médium e da própria Umbanda ao ridículo. Pois, qual será a impressão de um leigo ao chegar em um terreiro e se deparar com homens fantasiados de mulher, com maquiagens, vestidos, perucas, etc, e para piorar, ainda "dando em cima" de outros homens. A impressão não será nem um pouco positiva.


Tais situações colaboram para o preconceito da Umbanda na sociedade e contribuem também, para as chacotas que os leigos fazem em relação a essas entidades. Na verdade, os próprios Umbandistas dão armas para os inimigos da Religião!

Por isso, a posição desta Tenda - e de inúmeras outras que seguem a mesma raiz - quanto ao assunto é que, não há impedimentos para que um homem trabalhe com uma Pomba-Gira. Todavia, tal trabalho não levará o médium ao homossexualismo bem como, é completamente desnecessária, absurda e contrária aos valores da própria religião, a necessidade apregoada por alguns de se "fantasiar" de mulher para receber tal entidade. Pois, sendo ela um espírito de Lei, com evolução, saberá os seus limites e não irá expor seu médium e a própria religião ao RIDÍCULO!

Voltando ao assunto, cabe a Linha das Pomba-Giras, as mesmas considerações feitas quanto ao estudo dos Exús, tanto na questão da utilização de bebidas como na forma de trabalho. Vez que, como já dito, assim como os Exús as Pomba-Giras são também responsáveis pela guarda e proteção do Templo.


Assim como as demais Linhas trabalhadoras da seara Umbandista, as Pomba-Giras trabalham em falanges, ou seja, agremiação de inúmeros espíritos que trabalham sob o mesmo nome. Entre as mais conhecidas estão:

- Maria Padilha;
- Maria Mulambo;
- 7 Saias;
- Rosa Caveira;
- Maria Calunga;
- Rosa Negra;
- Pomba-Gira Menina;
- Rosa Vermelha;
- Rainha;
- Figueira;
- Maria Quitéria;
- Rainha das 7 Encruzilhadas;
- Pomba-Gira Cigana;
- Maria Farrapo;
- Maria Navalha;
- Pomba-Gira do Amor;
- Pomba-Gira da Praia;
-Etc.

Também, geralmente incluem-se em seus nomes o local de onde atuam, como por exemplo "Maria Padilha das Almas" "Maria Padilha da Encruzilhada", etc.


Nas oferendas às Pomba-Giras, geralmente é utilizado: Rosas vermelhas, cigarros, champanhes, licores, espumantes, frutas vermelhas, em especial a maçã, mel, etc. Obviamente que para cada entidade, haverá elementos próprios, assim como o local onde será entregue. Regra geral, as encruzilhadas de T e Y são tidas como "encruzilhadas de Pomba-Gira".

Conforme dito anteriormente, pode-se pedir às Pomba-Giras a união, o amor, o desmanche de magia-negra, a paz nos relacionamentos, a segurança dos caminhos e das cangiras. Assim como os demais espíritos da Umbanda, são entidades comprometidas com a caridade e a evolução, não aceitando qualquer pedido que venha a ferir o livre-arbítrio e a moralidade.

Quando manifestadas, essas entidades são muito alegres, gostam de dançar ao som dos atabaques, dar gargalhadas e utilizar os seus elementos de trabalho. Assim como as demais entidades, também riscam pontos e se identificam perante as entidades chefes. 

Como se pôde observar nas considerações acima, as "Pomba-Giras" são uma importante Linha de Trabalho dentro da Umbanda, mas em razão da ignorância de alguns "médiuns" e "terreiros", que se deixam levar por sentimentos pessoais, vaidade, orgulho, etc., o trabalho desta Linha passou a ser deturpado com a realização de inúmeros absurdos - os quais preservo no momento os leitores de sua citação, mas que podem ser facilmente visto nas comunidades da internet que desmascaram e denunciam os chamados "marmoteiros" - contribuindo assim para o preconceito da própria fé.

PONTOS CANTADOS

Os pontos cantados da Linha das Pomba-Giras, também são pontos alegres que visam ressaltar sua forma de trabalho e locais de atuação. Não aceitamos ou compartilhados pontos que, ao contrário, deturpem a imagem da entidade, como infelizmente se vê por terreiros a fora, com coisas do tipo: "Pomba-Gira namoradeira", "Mulher de Lúcifer", "Mulher de 7 Maridos" etc. Tratam-se de afirmações infelizes, ignorantes que, como já dito alhures, em nada tem relação com os espíritos de Lei que atuam nessa linha, além é claro, de contribuírem diretamente para o preconceito da Religião. Segue abaixo alguns dos pontos tocados em nossa Tenda:

PONTO 01  

Deu uma ventania, oh Ganga!
No alto da serra (2x)

Exu Maria Padilha, Oh Ganga!
É quem vai chegar na terra! (2x)

PONTO 02

Umbanda a sua rainha chegou!
Umbanda mais uma estrela brilhou! (2x)

Oh Salve, salve a Pomba-Gira,
Que veio da encruzilhada para alegrar nossa gira!

Oh Salve seu ponteiro de aço, salve sua tesoura que corta
todo embaraço!

PONTO 03


Avistei lá tronqueira,
Um cigarro, champanhe e uma rosa!
Era agrado à Pomba-Gira,
Pomba-Gira moça formosa! (2x)

Laroyê Pomba-Gira ê!
Laroyê Pomba-Gira á! (2x)

Pomba-Gira quando chega,
Vem trazendo simpatia!
Por de trás de seu sorriso,
existe sempre uma magia!

Laroyê Pomba-Gira ê!
Laroyê Pomba-Gira á! (2x)

PONTO 04

O Pomba-Gira rosa rubra perfumada!
O seu terreiro, está de festa engalanada!
Ela é a Rainha, ela é a princesa!
De amor e paz só traz beleza! 

Gira, gira, gita oh girê!
Gira, gira, gira oh girá! (2)

PONTO 05

Ela gira no ar,
Ela gira na praça,
Ela gira na rua! eee e á!

Ela canta, ela dança, ela vive sorrindo em noite de Lua! eee e á! (2x)

Ela é sincera! Ela é de verdade! Mas cuidado amigo que ela não gosta
é de falsidade! (2x)

PONTO 06

Vinha sob altas madrugadas,
Quando no clarão da Lua, ouvi uma gargalhada!
Linda morena! Morena!
Me diga quem você é?

Eu sou a dona da Noite! A pomba-Gira de Fé! (2x)

PONTO 07

Quando eu entrei no cemitério,
Logo escutei uma linda gargalhada! (2x)

É Pomba-Gira, Maria Calunga! (2x)

Oh, bebendo e fumando Maria Calunga me saravou! (2X)

PONTO 08

Foi numa noite de Lua,
encontrei a Mulambo bebendo marafo e fumando na rua! (2X)

Ela é Pomba-Gira,
Elá feiticeira!
Ela vem trabalhar, trazendo forças pra nossa terreira! (2x)

PONTO 09

Se a sua catacumba tem mistérios,
Mas ela é Pomba-Gira do cemitério! (2x)

Mas ela é loira, dos olhos azuis! 
Ela é Mulambo, filha de seu Omulú! (2x)

PONTO 10

De vermelho e negro, vestido à noite! o mistério trás!
De colar de cor e brinco dourado a promessa faz!
Se é preciso ir, você, peça o que quiser!

Mas cuidado amigo, ela é bonita, ela é mulher! (2x)

E no canto da rua girando, girando, girando á!
Ela é Moça Bonita, girando, girando, girando á! (2x)

Oh girando Laroyê!
Oh girando lá! (2x)

PONTO 11

Aquela rosa que colhi na encruzilhada!
A mesma rosa eu plantei no meu jardim! (2x)

Maria Padilha, Maria mulher!
Maria Mulambo oh Rainha de Candomblé! (2x)

PONTO 13

Vinha em uma estrada velha,
Na subida de uma serra,
Numa noite de Luar! de Luar, de luar!

Pomba-Gira da Figueira, moça bela e faceira, dava o seu gargalhar! porquê?
Ela é Mojibá! Ela Mojibá! (2x)

PONTO 14

Moça me dê um cigarro do teu pra fumar!
Que nem dinheiro eu tenho pra comprar! (2x)

Vivo na rua, vivo na solidão! 
Oh Pomba-Gira quero a sua proteção! (2x)

Oh moça, oh moça! Oh moça quero a sua proteção!

PONTO 15

Olha Pomba-Girê, olha a Pomba-Girê, Girê!
Olha Pomba-Girá, olha a Pomba-Girá, Girá! (2x)
Mas ela vem, mas ela vem, mas ela vem Girar! (2x)

PONTO 16

Olha saia dela, é farrapo só! (2x)
Pomba-Gira Maria Mulambo, é farrapo só! (2x)

PONTO 17

Ela faz feitiço, ela faz mandinga, ela é um caso sério!
Maria Padilha,ela é rainha do cemitério! (2x)

Saia rodada, punhal de ouro, na catacumba é onde guarda o seu tesouro! (2x)

Ela fuma e dança, é nossa esperança, tem grande valor!
Energia pura que vem de Oyá, quem lhe coroou!

Maria Padilha, ela é faceira! Para seus filhos é dama feiticeira! (2x)
Mulher da noite, a Luz que brilha! É poderosa salve Maria Padilha! (2x)
(José Carlos de Oxossi)

PONTO 18

Olha me sacode o pó, que chegou Rosa Caveira!
Pomba-Gira da Calunga, vem levantando poeira! (2x)

Suas mandingas são cercadas de mistério,
Saravá a Pomba-Gira que vem lá do cemitério!
Se diz que faz, é melhor não duvidar!
Porque a Rosa Caveira promete pra não faltar!

Sacode o pó, que chegou Rosa Caveira!
Pomba-Gira da Calunga, vem levantando poeira! (2x)

Levo uma rosa, quando vou ao seu axé!
Falo com Rosa Caveira porque nela eu tenho fé!
Tudo que peço, nunca me deixou faltar!
Ela é muito formosa Ina ina é Mojubá!
(José Carlos de Oxossi)

PONTO 19

Aquela ventania, que vem lá do mar, soprando pra terra!
Levantando poeira, gingando as cadeiras, é moça faceira!
Ela gira no ar, sobre as ondas do mar, sobre a luz das estrelas!
Pomba-Gira da Praia, ela tem 7 saias, seu nome é Soraia!

PONTO 20

Ah ê Pomba-Gira,
Ah ê Pomba-Girá!
Ah ê Pomba-Gira, Vamos trabalhar! (2x)

Ah ê Pomba-Gira,
Ah ê Pomba-Girá!
Leva a demanda dessa casa, pro lado de lá!(2x)

PONTO 21

Perambulava pela rua,
Já sem saber o que fazer!
Procurava na noite, uma solução! Pra tanta dor, sofrimento e solidão!

Então eu clamei, ao povo da rua, que me enviasse no momento alguma ajuda, 
Pois eu já não tinha, forçar pra continuar! (2x)

Quando me virei vi uma mulher na beira da estrada,
Trazia uma rosa em suas mão! Um feitiço no olhar!

Naquela bela noite de luar, vislumbrei sua dança com sua saia a rodar!
Eu me aproximei e lhe perguntei, o que ela fazia na estrada?

Ela respondeu: Moço sou Rainha! Vim lhe ajudar! Sou Maria Padilha! (2x)

Salve Maria Padilha (4x)

Quando precisei oh Pomba-Gira, você veio me ajudar!
Deste outro rumo a minha vida e hoje eu venho te louvar!

Salve Maria Padilha (4x)

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião

T.U. Filhos da Vovó Rita

T.U. Filhos da Vovó Rita