domingo, 26 de setembro de 2010

ORIXÁS DA UMBANDA - OGUM

Antes de iniciar esse post, quero ressaltar que as singelas explicações abaixo referem-se aos Orixás na Umbanda. Sabemos que os irmãos do Candomblé, do Batuque e outras religiões de matriz africana, possuem outros conceitos, explicações, utilizam-se da mitologia, entre outros elementos, para explicar e trabalhar com os Orixás. Nesse blog, respeitando todas as opiniões diversas, serão passados apenas conceitos da Umbanda, no intuito de esclarecer os filhos de fé, acerca de seus pais e mãe de cabeça!

Obrigado!


2° ORIXÁ - OGUM - O ORIXÁ GUERREIRO



O segundo Orixá a ser comentado nesta pequena série de estudos é Ogum.


 Ogum é o Orixá das batalhas, das demandas. Sua imagem sempre está associada à imagem de guerreiros, com espadas, lanças e escudos. Por isso, seu sincretismo casou perfeitamente com a imagem de São Jorge, o Santo Guerreiro.

Esse Santo vestindo uma armadura, com lança na mão, derrotando um dragão é, sem dúvida, uma perfeita representação do que simboliza Ogum.

Apesar de toda essa associação, não devemos confundir a imagem de Jorge, o Santo, com a de Ogum, Orixá, que teve seu culto originário na África, sendo trazido ao Brasil por negros escravos.

Ogum é o senhor dos caminhos, das estradas, dos metais. Ele rege todos os profissionais que utilizam-se do aço.

Como é o Orixá das demandas, é ele o responsável pela segurança dos trabalhos, impedindo a entrada de espíritos zombeteiros e energias negativas.

Saudar Ogum no início das sessões é fundamental, pedindo a ele proteção para que os trabalhos ocorram dentro da perfeita harmonia.

As batalhas que esse Orixá nos ajuda a vencer, são as batalhas da vida. Como Orixá dos caminhos, é ele quem abre nossos caminhos, afastando toda a pertubação e demanda.

Suas cores são o vermelho e branco (No candomblé, utiliza-se o verde e azul).

As oferendas de Ogum são feitas, geralmente, em estradas. Levam velas vermelhas e brancas, cerveja branca, espadas de São Jorge, entre outros.

Sua saudação é "Ogun nhê"

Seu dia da semana é a Terça-Feira.

Os falangeiros e caboclos desse Orixá são subdivididos em inúmeras falanges. As mais conhecidas são: Ogum Beira Mar, Ogum 7 Ondas, Ogum Megê, Ogum Naruê, Ogum Matinata, Ogum de Lei, Ogum 7 Mares, Ogum dos Rios, Ogum Beira Rio, Ogum Rompe Mato, Ogum Arranca Toco, Ogum 7 Espadas, entre outros.

Cabe lembrar que quando entidades dessas falanges se manifestam, não é o Ogum Orixá que está ali, pois sabemos que Orixá não incorpora. O que se manifesta em nossos terreiros são entidades, espíritos que vem em nome desse Orixá.

Também é bom lembrar que dentro de uma falange de Ogum, Ogum Beira Mar por exemplo, existem inúmeros espíritos que trabalham sob essa denominação. Por isso é comum ver nos terreiros dois ou mais médiuns recebendo entidades de Ogum com o mesmo nome. Não se trata da mesma entidade, mas sim de entidades que trabalham na mesma falange.  

PONTOS DE OGUM

Segue abaixo alguns dos pontos mais cantados para Ogum na Umbanda.
Será possível observar em suas letras o simbolismo com o guerreiro, batalhas, demandas
e o sincretismo com São Joge.

Ponto 01

"Se meu Pai é Ogum,
Vencedor de demandas,
Ele vem de Aruanda 
pra saudar filhos de Umbanda

Ogum, Ogum, Ogum Yara
Ogum, Ogum, Ogum Yara"

Salve os campos de batalha,
Salva a seria do mar,

Ogum nhê, Ogun Yara
Ogum nhê, Ogun Yara

Ponto 02

"Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver,
Ogum 7 ondas,
Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver,
Ogum Beira Mar
Pisa na linha de Umbanda que eu quer ver,
Ogum Yara, 
Ogum Megê
Seu cangira de Umbanda, auê.."

Ponto 03

"Ogum de lei,
Não me deixe sofrer, tanto assim


Ogum de lei,
Não me deixe sofrer, tanto assim

Quando eu morrer, vou passar lá na Aruanda,
Saravá Ogum, Saravá Seu 7 ondas


Quando eu morrer, vou passar lá na Aruanda,
Saravá Ogum, Saravá Seu 7 ondas..."


Ponto 04

Beira mar, auê, Beira mar,
Beira mar, auê, Beira mar,

Beira mar, auê, Beira mar,

Beira mar, auê, Beira mar,

É sentinela d'Oxum
É remador de Iemanjá
É ele meu Pai Ogum, 
É general de Oxalá..."

Ponto 05

"Cavaleiro na porta bateu,
Passei a mão na pemba para ver quem era!

Cavaleiro na porta bateu,
Passei a mão na pemba para ver quem era !

Era São Jorge Guerreiro, minha gente,
Cavaleiro da força e da fé!

Era São Jorge Guerreiro, minha gente,
Cavaleiro da força e da fé!

Ponto 06

Seu cavalo corre, sua espada Reluz!
Sua bandeira cobre todos filhos de Jesus!

Seu cavalo corre, sua espada reluz!
Auê seu Ogum Yara, 
Aos pés da Santa Cruz

Auê seu Ogum Yara, 
Aos pés da Santa Cruz"

Ponto 07



"Ô salve Ogum Megê, Ogum Rompe Mato e Ogum Beira Mar,
Ô salve Ogum Megê, Ogum Rompe Mato e Ogum Beira Mar,

Ele trabalha na areia, meu Pai,
Ele trabalha no mar, auê,
Ele trabalha na areia, meu Pai,
Salve Ogum Megê!

Ele trabalha na areia, meu Pai,
Ele trabalha no mar, auê,
Ele trabalha na areia, meu Pai,
Salve Ogum Megê!"

Ponto 08

"Ogum,
que abalou as estrelas,
que abalou as areias,
e as ondas do mar, Ogum

Ogum,
que abalou as estrelas,
que abalou as areias,
e as ondas do mar, Ogum

Ogum, a hora é boa
abre meus caminhos,
firma esse gongá, Ogum



Ogum, a hora é boa
abre meus caminhos,
firma esse gongá, Ogum"

Ponto 09

"Cavaleiro supremo,
tens o brilho da lua.


Cavaleiro supremo,
tens o brilho da lua.

Sua bandeira divina,
É manto da virgem pura.

Sua bandeira divina,
É manto da virgem pura."

Ponto 10

"Lua bonita, que clareia o mundo inteiro,
E São Jorge no espaço, iluminai este terreiro.

Já vem chegando os guerreiros de São Jorge,
Todos de lança na mão, defendendo esses irmãos.

Esses guerreiros, eles quebram macumbeiros,
Eles quebram feiticeiros, de baixo do alazão.

Esses guerreiros, eles quebram macumbeiros,
Eles quebram feiticeiros, de baixo do alazão."

Ponto 11

"Ouvi um toque de clarim na lua,
Mas era o toque do maior do dia,

Ogum foi praça de cavalaria,
Foi ordenança da Virgem Maria.."

Ponto 12

"Ogum em seu cavalo corre,
A sua espada reluz!
Ogum em seu cavalo corre,
A sua espada reluz!

Ogum, Ogum Megê
Sua bandeira cobre os filhos de Jesus, Ogun nhê

Ogum, Ogum Megê
Sua bandeira cobre os filhos de Jesus, Ogun nhê "

Ponto 13

"Que cavaleiro é aquele que vem cavalgando pelo céu azul?
É seu Ogum Matinata, ele é defensor do cruzeiro do sul!
Que cavaleiro é aquele que vem cavalgando pelo céu azul?
É seu Ogum Matinata, ele é defensor do cruzeiro do sul!
ê, êê
ê,ê á
ê, ê ê, seu cangira,
pisa na Umbanda


ê, êê
ê,ê á
ê, ê ê, seu cangira,
pisa na Umbanda

Olha que barco bonito que vem navegando no meio do mar!
É seu Ogum 7 Ondas que vem ao encontro de Ogum Beira Mar!

Olha que barco bonito que vem navegando no meio do mar!
É seu Ogum 7 Ondas que vem ao encontro de Ogum Beira Mar!

ê, êê
ê,ê á
ê, ê ê, seu cangira,
pisa na Umbanda


ê, êê
ê,ê á
ê, ê ê, seu cangira,
pisa na Umbanda."

Ponto 14


Nesta casa de guerreiro,
Ogum,
Vim de longe pra rezar,
Ogum,
Rogo à Deus pelos doentes,
Ogum,
Na fé de Pai Oxalá,
Ogum,

Ogum salve a casa santa,
Ogum,
Os presentes e os ausentes,
Ogum,
Salve nossas esperanças,
Ogum,
Salve velhos e crianças,
Ogum,

Preto Velho ensinou,
Ogum,
Na cartilha de Aruanda,
Ogum,
E Ogum não esqueceu,
Ogum,
Como vencer a demanda,
Ogum,

A tristeza foi embora,
Ogum,
NA espada de um guerreiro,
Ogum,
E a luz do romper da Aurora,
Ogum,
Vai brilhar neste terreiro,
Ogum..."

Ponto 15

"Beira Rio, Beira Rio, Beira Mar,
O que se ganha de Ogum, 
Só Ogum pode tirar!

Beira Rio, Beira Rio, Beira Mar,
O que se ganha de Ogum, 
Só Ogum pode tirar!

Seu Ogum de Ronda,
É quem vem girar!
E vem trazendo folhas,
Pra descarregar!

Seu Ogum de Ronda,
É quem vem girar!
E vem trazendo folhas,
Pra descarregar!"

Ponto 16

"Ogum é de babaluê,
Ogum é de babaluá,
Ogum é de babaluê,
Ogum é de babaluá,

Saravá minha estrela guia,
Saravá Mamãe Iansã,
Com sua bandeira branca,
Mas ele gira no meu cangirá,


Ogum é de babaluê,
Ogum é de babaluá,
Ogum é de babaluê,
Ogum é de babaluá,



No céu ele é São Jorge,
Na terra ele é Ogum,
NA praia ele é Beira Mar,
MAs ele gira no meu cangirá..."

Ponto17

Eu tenho 7 espadas pra me defender,
Eu tenho Ogum em minha companhia,
Eu tenho 7 espadas pra me defender,
Eu tenho Ogum em minha companhia,

Ogum é meu Pai,
Ogum é meu Guia,
Ogum é meu Pai,
Seu Beira mar é filho da Virgem Maria..."

Ponto 18 

Na alvorada um cavaleiro surgiu,
Com sua lança e seu escudo a brilhar,
Seu capacete reluziu em pleno céu,
Ele é Ogum,
Ele é seu Beira Mar,


Seu capacete reluziu em pleno céu,
Ele é Ogum,
Ele é seu Beira Mar

Salve meu Pai Ogum,
Ele vem trabalhar,
Ele vence demandas,
Salve seu Beira Mar!


Salve meu Pai Ogum,
Ele vem trabalhar,
Ele vence demandas,
Salve seu Beira Mar!"

Ponto 19

"Ogun nhê,
Ogum Yara,


Ogun nhê,
Ogum Yara,

É general Guanabara,
É general Guanabara,
É general Guanabara,
É general Guanabara..."

Ponto 20



"Ogum, guarda pedreira,
pedreira,
Mandado por Oxalá,
por Oxalá,
Com a espada e com a lança Ogum
Seus filhos vem ajudar,
Ogum..."


2 comentários:

  1. adoro tudo que e relaciona do com a umbanda.
    inclusive a vo rita!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que bom!
    Seja bem vindo ao nosso humilde blog!
    Um grande Abraço!

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião

T.U. Filhos da Vovó Rita

T.U. Filhos da Vovó Rita